Melhores Ofertas

Monte Verde virou destino fantasma com proibição de entrada de turistas

Pousadas e hotéis de Monte Verde poderão receber turistas a partir de sábado (foto: João Heringer)

Pousadas foram esvaziadas em poucas horas e o comércio geral fechados, em um ”lockdown” sem prévia anunciação.

Em época de retomada do turismo nacional, paulatina e com todos os devidos cuidados, Monte Verde, um dos principais destinos procurados para fim de semana, na divisa de São Paulo e Minas Gerais, acaba de sair do mapa de busca dos turistas e tende vir a ser uma “cidade fantasma”.

Vivendo exclusivamente do turismo, a pequena “suíça brasileira” viu no sábado do último fim de semana (16/01) o prefeito recém eleito de Camanducaia (Monte Verde é distrito de Camanducaia), Rodrigo Alves de Oliveira (MDB) coordenando ações truculentas, retirando turistas dos restaurantes e intimando-os a irem embora, em pleno período de férias, sem qualquer informação anterior.

Pousadas foram esvaziadas em poucas horas e o comércio geral fechados, em um ”lockdown” sem prévia anunciação. Desde o dia 18 de janeiro (2ª feira) nada pode funcionar em Monte Verde, nem mesmo as lojas de material de construção que são permitidas na fase vermelha das avaliações em relação ao Covid 19.

Resta saber o que será de Monte Verde, que por ação irresponsável e inadequada do seu maior governante, a tirou do “mapa” de destinos turísticos, considerando que as notícias veiculadas afastarão por muito tempo o turista que busca bom acolhimento. Resta saber o que os proprietários de pousadas, hotéis, restaurantes e comércio em geral, que resistiram bravamente durante o período da pandemia, somando quase seis meses totalmente fechados, farão a partir de agora.

Monte Verde virou um distrito fantasma. (foto: Assimptur)

Outra preocupação é com as famílias, que trabalhavam nesses locais, e que conseguiram manter a dignidade na época do fechamento geral, pelos acordos e pelo recurso emergencial do governo, mas agora isso acabou.

“Nenhum destino nasce da noite para o dia, é sempre necessário um trabalho intenso de divulgação nos meios de comunicação e junto ao trade para ele se consolidar, porém a morte de um destino pode sim acontecer de um dia para o outro, quando ações totalmente inadequadas acontecem, como a que vimos em Monte Verde”, denuncia Patrícia de Campos, diretora da Gentileza r.p., empresa especializada em relações públicas na área do turismo.

A Prefeitura de Camanducaia alega que o decreto foi necessário em função do aumento de casos de COVID-19 em todo o município. Após um acordo com os comerciantes, a prefeitura decidiu autorizar a reabertura dos hotéis e pousadas a partir de segunda-feira (25/01) com 60% da capacidade de cada estabelecimento.

Pretende viajar para os destinos que estão recebendo turistas? Garanta aqui voos baratos

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments